África, Escola de Negócios EENI Business School Universidade
História de Moçambique, Doutoramento

História de Moçambique (Doutoramento em Negócios Africanos)

  1. Os primeiros habitantes de Moçambique (África Oriental) foram os Khoisan (caçadores-coletores)
  2. Séculos I - IV: migrações dos Bantus (agricultores, metalurgia de ferro)
  3. Século IX - XIII: chegam povos do Golfo Pérsico (terra Sofala)

Estados da costa islâmica de Moçambique

A partir do século X, os mercadores árabes que exigiram a reconquista de Sofala espalharam o Islã entre as cidades costeiras de Moçambique, mas somente após a instalação em Zanzibar de uma seita dependente do Sultanato de Omã no século XVII, começaram a organizar pequenos estados de organização islâmica.

Império Marave de Moçambique (1200 - 1400)

  1. Chegam os marave do Congo (chefe Karoga)
  2. Pequenos reinos formados em Beira (norte do rio Zambeze)
  3. Os Phiri

Primeiro Estado do Zimbábue (1250 e 1450)

  1. Monumento do Grande Zimbábue (abandonado em 1450, invasão dos povos ChiShona)
  2. Império Mwenemutapas
  3. Ruinas de Madzimbabwe

Império Mwenemutapas de Moçambique

  1. 1440-1450: criação do Império Mwenemutapas (província moçambicana de Manica)
  2. Dinastia Mwenemutapas
  3. Idioma: ChiShona
  4. Século XVI: extensão pelo rio Zambeze, o Oceano Índico e o rio Limpopo
  5. Islamização

Chegada dos portugueses a Moçambique

  1. 1497: Vasco da Gama chega a Moçambique
  2. Decadência do Império Mwenemutapas
  3. 1530: fundação da colónia portuguesa de Sena
  4. 1544: fundação de Quelimane
  5. Fim do Século XVII: última dinastia Mwenemutapas
  6. Dinastia dos Changamira Dombos
  7. Comércio de escravos

Estados de Ajaua de Moçambique (Século XVIII)

  1. Criação dos Estados de Ajaua (Mataca, Mutarica, Mukanjila e Jalassi) pelos Ajaua (Bantus agricultores e caçadores, muçulmanos)
  2. Comércio de escravos

Império de Gaza de Moçambique

  1. 1821: fundação do Estado de Gaza por Sochangane (Manicusse)
  2. Conflitos com os Zulus (Shaka zulu)
  3. Capital de Gaza: Manjacaze (atual província moçambicana de Gaza)
  4. Controle da zona costeira entre os rios Zambezi e Maputo.
  5. Gungunhana foi o último Imperador de Gaza

Colonização de Moçambique

Em 1878, Portugal decidiu conceder grandes lotes de terra em Moçambique para as empresas privadas que começaram a explorar a colónia. Os principais foram a Companhia de Niassa e a Companha de Moçambique.

Até finais do século XIX, a presença oficial portuguesa em Moçambique limitava-se a algumas capitais costeiras.

Com a abolição da escravatura em 1875 e o seu declínio dez anos depois, o governo colonial foi forçado a transformar Moçambique de uma colónia para a extração de recursos naturais em um território que produziria bens para consumo para exportar para à metrópole.

Em 1959-1960, foram formados três movimentos formais de resistência à dominação portuguesa de Moçambique:

  1. UDENAMO - União nacional democrática de Moçambique
  2. MANU - União nacional africana de Moçambique
  3. MANUI - União nacional africana para a independência de Moçambique

A guerra de libertação, uma guerra de guerrilha, espalhou-se pelas províncias de Niassa e Tete e durou 10 anos.

Moçambique tornou-se independente de Portugal o 25 de junho de 1975. O primeiro governo, liderado por Samora Machel, foi formado pela FRELIMO, a organização política que negociou a independência com Portugal.

1977-1992: guerra civil

O partido no poder, a Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) e as forças armadas moçambicanas opuseram-se violentamente à Resistência Nacional de Moçambique (RENAMO), que recebeu fundos da Rodésia e, mais tarde, da África do Sul. 1 milhão de pessoas morreram em confrontos e greves de fome, cinco milhões de civis foram deslocados e muitos sofreram amputações por minas terrestres

Moçambique experimentou um ressurgimento do conflito armado em 2013 nas regiões central e norte do país.

Negócios Províncias de Moçambique, África Oriental (fonte: UNESCO)

Estudar um Mestrado ou Doutoramento em português na Europa com a EENI Global Business School (Escola de Negócios, Espanha)

África Mestrado Doutoramento, Escola de Negócios EENI

Mozambique: Mestrado Doutoramento Negócios Estudantes moçambicanos: matricule-se, estude online e receba o seu diploma europeu (Mestrado e Doutoramento em Negócios Internacionais à distância) desde Moçambique

  1. Mestrados: Negócios em África, Transporte em África, Negócios Internacionais, Comércio Exterior, Transporte Internacional, Back Office Exportação
  2. Doutoramentos (Doutorados): Negócios Africanos, Comércio Mundial, Logística Global

Estudantes moçambicanos: Mestrados e doutoramentos

Mestrados e Doutoramentos em Negócios Internacionais adaptados para os estudantes de Moçambique

  1. Mestrado Comércio exterior em Inglês Mozambique
  2. Mestrado Negócios Internacionais em francês Mozambique
 



Tweter Tweet 
Envie para um amigo:

/ Contatar Whatsapp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /

Info EENI Voltar

Mais informação: Negócios em Moçambique - portal de ensino superior da EENI Global Business School (Escola de Negócios).

Estudar mestrado negócios a distância em Inglês Mozambique Mestrado em Comércio Exterior EAD em francês Mozambique Mestrado negócios à distância em espanhol Mozambique

Nampula



(c) EENI Global Business School (Escola de Negócios). N�o usamos cookies